Outubro Rosa
Notícias
06/02/2013 20h02 - Atualizado em 06/02/2013 20h02
Governador Camilo Capiberibe beneficia mais 630 agricultores por meio do Protaf
David Diogo
david.diogo@secom.ap.gov.br
Da Redação - Agência Amapá
A-A+ Tamanho da Letra

Governador Camilo Capiberibe e a secretária de Desenvolvimento Rural, Cristina Almeida. Mais fotos: clique aqui.Mantendo a meta de investir R$ 11 milhões na agricultura familiar, o governador Camilo Capiberibe assinou nesta quarta-feira, 6, no Teatro das Bacabeiras, convênios com 18 associações de agricultores de cinco municípios do Estado.

No total, foram liberados R$ 3.402.525,92, que serão aplicados em 630 hectares para o plantio, principalmente de mandioca, a matéria-prima da farinha. Cada hectare corresponde a um agricultor. No entanto, o objetivo do governador Camilo é beneficiar em todo o Estado cerca de 20 mil agricultores.

A ação faz parte do Programa Territorial de Agricultura Familiar (Protaf), que desde 2011 vem mudando a vida do homem do campo, dando os suportes necessários para que ele consiga aumentar a produção agrícola, garantindo com isso renda, além de abastecer o mercado local com produtos, como a farinha, que hoje são importados de estados como o Pará.

"O desenvolvimento do Amapá também passa pelo fortalecimento da agricultura. Estamos buscando todos os mecanismos para tornar isso possível. O Protaf é um desses meios e fico feliz por saber que a vida do agricultor realmente está mudando", declarou o governador durante a solenidade no teatro, que reuniu os agricultores beneficiados.

“O desenvolvimento do Amapá também passa pelo fortalecimento da agricultura”, afirmou o governador Camilo durante assinatura de convênios O investimento no homem do campo começou no dia 15 de janeiro, quando 11 associações de agricultores dos municípios de Macapá, Pracuúba, Porto Grande e Mazagão foram beneficiados. Um investimento no valor de R$ 1.519.950,00 para estimular o setor agrícola.

"O Programa Territorial de Agricultura Familiar e o Fundo de Desenvolvimento Rural do Amapá (Frap) são tão eficientes que os agricultores que deixaram suas terras estão voltando para plantar. Esse é o sinal que estamos no caminho certo", disse a secretária de Estado do Desenvolvimento Rural, Cristina Almeida, comentando que o Protaf é uma política do Estado para fixar o homem no campo com modernização da agricultura familiar e inclusão social.

Os recursos do Protaf serão aplicados na compra de insumos de fundação, defensivos agrícolas e preparo mecanizado das áreas destinadas ao plantio de mandioca, feijão, milho e melancia.

Atualmente, o programa atente 1.073 pequenos agricultores, beneficiando 7.511 pessoas em 12 municípios, com investimentos do Estado de R$ 5,5 milhões.

Núcleo de Jornalismo/Secom

Cadastre-se para receber o Boletim Eletrônico
Nome
E-mail
Assessorias
Secretaria de Estado da Comunicação