Novembro Azul
Notícias
17/08/2012 10h24 - Atualizado em 17/08/2012 10h24
Secretaria de Saúde mobiliza municípios para a Campanha Nacional de Imunização
Da Redação - Agência Amapá
A-A+ Tamanho da Letra

Ação melhora cobertura vacinal de crianças e será realizada em conjunto entre o Ministério da Saúde e secretarias estaduais e municipais de SaúdeTudo preparado para a Campanha Nacional de Atualização da Caderneta de Vacinação. De acordo com o Ministério da Saúde (MS), a ação tem como objetivo melhorar a cobertura vacinal do público infantil e será realizada em conjunto entre as secretarias estaduais e municipais de Saúde de todo o país.

No Amapá, técnicos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) capacitaram servidores dos 16 municípios para que tudo ocorra bem e que o Amapá atinja a sua meta vacinal. A campanha se realiza no período de 18 a 24 de agosto, sendo o primeiro dia "O Dia D" da mobilização. A vacinação acontecerá em vários postos de saúde de todo Brasil.

A campanha de atualização será oferecida à população-alvo, ou seja, crianças menores de cinco anos. Além das vacinas já inclusas no calendário vacinal do MS, as vacinas Pentavalente e a Inativada Poliomielite (VIP) também passam a fazer parte desse programa.

Além das crianças menores de cinco anos, a coordenadoria Estadual de Imunização irá incluir na campanha pessoas adultas, pois pretende imunizar aqueles que ainda não completaram o ciclo vacinal.

"Moramos em uma região tropical e, por isso, devemos atuar na prevenção de nossa população, e a forma correta é imunizar a todos", explicou a coordenadora estadual de Imunização, Maria Angélica.

O Ministério da Saúde destinou para o Amapá 7.640 doses da Vacina Inativada Poliomielite (VIP) e 3.000 da Pentavalente. A primeira imuniza contra a paralisia infantil. E, a partir de agora, crianças que nunca foram vacinadas contra a paralisia infantil irão tomar a primeira dose aos dois meses e a segunda, aos quatro meses. A terceira dose será feita aos seis meses e o reforço, aos quinze meses.

A Pentavalente reúne em uma única aplicação a proteção de duas vacinas distintas: a Tetravalente - que deixa de ser ofertada e protege contra difteria, tétano, coqueluche e Haemophilusinfluenzae tipo b (meningite e outras doenças bacterianas) - e a vacina contra a hepatite B.

Ao todo, o Ministério da Saúde destinou para os estados cerca de oito milhões de vacinas. Na primeira remessa, serão 726 mil doses para abastecer todo o Brasil.

Alieneu Pinheiro/Sesa

Cadastre-se para receber o Boletim Eletrônico
Nome
E-mail
Assessorias
Secretaria de Estado da Comunicação