Notícias
09/07/2012 17h35 - Atualizado em 09/07/2012 17h35
V seminário do PPBio acontece até o dia 12 na Ueap
Da Redação - Agência Amapá
A-A+ Tamanho da Letra

Primeira fileira de cadeiras foi ocupada por autoridades e palestrantesOs seis núcleos do Programa de Pesquisa em Biodiversidade (PPBio) bioma Amazônia Oriental, do qual o Amapá faz parte, estiveram reunidos na abertura do V Seminário do programa, que tem à frente o Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação (MCTI) e o Museu Emílio Goeldi, onde a coordenação da Amazônia Oriental está sediada.

No Amapá, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec), Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (Iepa) e Universidade do Estado do Amapá (Ueap), é parceiro do programa e um dos realizadores do V seminário, que acontece de 8 a 12 de julho, no Campus I da Ueap.

Composição de mesa da V Edição do Seminário Científico do Programa de Pesquisa de Biodiversidade - PPBioPara o secretário de Ciência e Tecnologia, Cláudio Carvalho, o V seminário do PPBio Amazônia Oriental chega no momento em que o Estado tem repensado a questão da sustentabilidade e do uso da biodiversidade e os seus efeitos na vida humana, e passado a trabalhar em cima de metas. Destacou a aproximação do Amapá de questões internacionais com a Guiana Francesa, a exemplo do projeto para o Escudo das Guianas, maior maciço florestal contínuo do mundo, com menos de 3% de área desmatada.

O diretor-presidente do Iepa, Augusto Oliveira, destacou a necessidade de trabalhar a biodiversidade sobre um foco. "O que nós temos de estudo da biodiversidade tem que ser dedicado a alguma coisa, e escolhemos o desenvolvimento humano e social do nosso estado. É isso que o governador Camilo Capiberibe tem se empenhado em construir", relatou.

Em pleno domingo, evento PPBio leva muitos participantes ao Museu SacacaO seminário científico do PPBio serve para que os bolsistas de graduação e pós-graduação do programa possam socializar suas pesquisas e para que os pesquisadores apresentem temas relativos às pesquisas em desenvolvimento, permitindo a troca de experiências e de conhecimento entre os núcleos regionais, ao mesmo tempo em que é instrumento de fomento para o surgimento de novas teorias investigativas. "É uma avaliação do trabalho que está sendo realizado ao longo do ano e a apresentação e debate sobre os novos desafios que o programa deve empreender no próximo ano", relatou a coordenadora do PPBio Amazônia Oriental, Marlúcia Martins.

Grupo de marabaixo da Favela (Dica Congó), animou o eventoA pesquisadora também ressaltou que o programa avança sobre uma nova meta de trabalho, passando de terra firme para matas alagadas, com estudo centrado na biologia molecular que tem como um dos objetivos identificar com exatidão as espécies biológicas para a sua melhor aplicação em produtos dos ecossistemas amazônicos e a sua consequente utilização pela sociedade.

Para a coordenadora do Núcleo Regional do PPBio Amazônia Oriental no Amapá, Rosângela Sarquis, a realização do V Seminário no Estado é uma forma de incentivar o estudo da biodiversidade da Amazônia com o intuito de entender a sua dinâmica como um todo. Atualmente, o Núcleo Regional do Amapá trabalha no inventário de todos os protocolos biológicos da biodiversidade da Amazônia com o objetivo de contribuir com os estudos e processos de produção em escala amazônica.

Equipe de organização do PPBioO V Seminário do PPBio Amazônia Oriental está com inscrições abertas no local ou pelo site do Museu Emílio Goeldi com link no site www.ueap.edu.br, gratuitamente, e oferece certificado de participação.

Além dos representantes do Iepa, Setec e Museu Emílio Goeldi, também fizeram parte da abertura oficial do V Seminário do PPBio Amazônia Oriental o vice-reitor da Ueap, Raullyan Borja, e representantes do MCTI e dos núcleos regionais.

Outros parceiros do evento são: o Ministério da Ciência e Tecnologia, CNPq, ICMBio, Instituto Federal do Amapá (Ifap), Embrapa Amapá, Universidade Federal do Amapá, Secretaria de Estado do Turismo (Setur) e Secretaria de Estado do Desporto e Lazer (Sedel).

Keila Gibson Rebelo/Ueap

Cadastre-se para receber o Boletim Eletrônico
Nome
E-mail
Assessorias
Secretaria de Estado da Comunicação