Outubro Rosa
Notícias
04/07/2012 17h10 - Atualizado em 04/07/2012 17h10
Estado do Amapá é referência no tratamento de hemodiálise
Da Redação - Agência Amapá
A-A+ Tamanho da Letra

Confira outras fotos: clique aqui.O Amapá atende hoje 220 pacientes renais crônicos com o tratamento de hemodiálise e Diálise Peritoneal Ambulatorial Contínua (CAPD). O serviço é oferecido pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), por intermédio da Clínica de Nefrologia do Amapá, do Hospital Estadual de Clínicas Alberto Lima (HCAL).

A maioria dos pacientes é de Macapá e Santana. A Clínica de Nefrologia também recebe pacientes dos demais municípios do Amapá e do interior do  Pará. A sessão de hemodiálise é de quatro horas. O atendimento ocorre das 7h às 11h, das 13h às 17h e das 18h às 22h.

O administrador da Clínica de Nefrologia, Igor Santana dos Reis, garantiu que o serviço é gerido por uma equipe multiprofissional (médicos, enfermeiros nefrologistas, técnicos de enfermagem, psicólogo, fisioterapeuta, nutricionista, assistente social e serviço administrativo).

Segundo ele, o Amapá se tornou referência no serviço de hemodiálise em nível nacional devido à qualidade dos serviços dispensados aos pacientes e à opção pela não reutilização dos insumos do tratamento. "Isso faz a grande diferença, pois quando optamos por não reutilizar esses insumos, estamos ajudando a elevar a sobrevida do paciente renal crônico".

Novidades

Neste segundo semestre, a Sesa vai ampliar o atendimento a pacientes renais crônicos na modalidade CAPD. O trabalho, iniciado em abril de 2011 com apenas três pacientes, ganhou maior visibilidade e passará a atender 25 pacientes CAPD.

Igor Santana diz que até agosto deste ano dez dos 25 pacientes estarão recebendo o tratamento de CAPD em suas respectivas residências. A primeira da lista será a paciente Marilda Costa, de Laranjal do Jari, que aguarda pelo serviço há bastante tempo. "Garantir a diálise peritoneal para os pacientes do Amapá é realizar o sonho de muitos deles. A determinação e a sensibilidade do governo do Estado com esses pacientes foi imprescindível".

Outra questão que a Sesa pretende resolver ainda neste semestre é o credenciamento da Clínica de Nefrologia do Amapá de nível 1 para nível 2, junto ao Ministério da Saúde (MS). A partir do credenciamento efetivado, o Estado tem a possibilidade de triplicar o reembolso do MS com o tratamento dos pacientes renais crônicos.

Em 2011, o reembolso chegou a 50% do total restituído anualmente pelo Hospital de Clínicas Alberto Lima. "Ainda temos outras ações importantes a serem implementadas este ano, entre elas a ampliação dos serviços de hemodiálise em Santana", finalizou.

Edy Wilson Silva/Sesa

Cadastre-se para receber o Boletim Eletrônico
Nome
E-mail
Assessorias
Secretaria de Estado da Comunicação