Notícias
25/06/2012 11h28 - Atualizado em 25/06/2012 11h28
Internos do Iapen receberão qualificação social e profissional
Da Redação - Agência Amapá
A-A+ Tamanho da Letra

No Iapen, projeto Recomeçar foi apresentado à direção da penitenciária pela SetePor meio do projeto Recomeçar, a Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Sete) inicia na segunda quinzena de julho a aplicação de cursos de qualificação social e profissional aos internos do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen). O projeto será desenvolvido em parceria com a Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e Iapen e está inserido no PROAMAPÁ.

O Recomeçar foi apresentado à direção do Iapen no dia 22 de junho pela coordenadora de Trabalho da Sete, Naldima Flexa. O foco da qualificação social e profissional é voltado para a geração de emprego e renda, com a inserção dos futuros egressos do sistema penitenciário ao mercado de trabalho.

O projeto vai atender 112 internos, sendo 72 homens e 40 mulheres. Para o público masculino, os cursos são para instalador hidráulico, pintor de obras e pintura texturizada em paredes, azulejaria e manutenção em condicionadores de ar e refrigeradores. As internas farão cursos de pintura em tecidos, caixas ornamentais e adereços em papelão reciclado. A média de alunos por turmas é de 18 a 20, com carga horária de 80 a 120 horas/aula.

Objetivo do Recomeçar é trabalhar a qualificação e a inserção dos internos ao mercado de trabalhoO Iapen ficará responsável pelo processo de seleção, inscrição dos internos e cessão do espaço físico para o treinamento. O delegado Nixon Kennedy Monteiro, diretor do Iapen, considera importante o projeto Recomeçar, uma vez que não se restringe apenas em qualificar o interno, mas também fará o acompanhamento e inserção ao mercado de trabalho. "Vamos dar todo apoio necessário para que o projeto seja executado e alcance seu objetivo final, que é assegurar um recomeço de vida aos internos", destacou.

No decorrer da qualificação, a Sete fará o monitoramento para verificar se o projeto está alcançando o objetivo por meio da avaliação de processo (frequência de alunos e visitas as turmas), avaliação de resultados, avaliação final com a elaboração de relatório de execução, observados os aspectos quantitativos e qualitativos e, ainda, avaliação de impacto por meio de pesquisa pós-qualificação para saber sobre a situação de emprego ou desemprego dos internos.

Em cada curso serão destinados 20% da carga horária para a qualificação social, com aulas de relações humanas e ética profissional. O interno qualificado será orientado a procurador o Sistema Nacional de Emprego (Sine), quando passar a situação de egresso, a fim de se cadastrar no Sistema Público de Emprego para que seja realizada a intermediação junto às empresas locais. "A intenção do governo do Estado é aumentar o índice de empregabilidade dos egressos do Iapen, qualificados através do projeto Recomeçar. É uma das ações do programa PROAMAPÁ", avalia Naldima Flexa, coordenadora do Trabalho.

Censo Penitenciário 2010

A elaboração do projeto Recomeçar foi baseada em informações do Censo Penitenciário de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A população carcerária do Amapá, em 2010, era de 2.187 pessoas, sendo 93% homens e 7% mulheres. A faixa etária era de 18 a 34 anos (idade economicamente ativa).

Ao analisar o perfil profissional carcerário do Iapen, a Sete observou que 15% dos internos são ligados à construção civil. Outros 15% são desocupados e 25% são trabalhadores autônomos ou fazem "bico". "Estamos buscando alternativas que fomentem a ressocialização, diminuição da reincidência criminal dos egressos e possibilite a inserção deles no mercado de trabalho", aposta Sivaldo Brito, secretário de Trabalho e Empreendedorismo.

O Recomeçar será executado no período de julho a setembro de 2012. A reunião de apresentação do projeto contou com a presença de Júnior Macdovel, chefe de Gabinete da Sete; Naldima Flexa, coordenadora de Trabalho; Nixon Kennedy Monteiro, diretor do Iapen; Denyelson Brazão Nunes, coordenador de Tratamento Penal; Marinete Leite Pereira, diretora da Penitenciária Feminina; Valéria Andrade, chefe da Unidade de Educação Social do Iapen; Elcilene Lameira, gerente do Núcleo de Qualificação da Sete e Maria José, educadora penitenciária.

Ascom/Sete

Cadastre-se para receber o Boletim Eletrônico
Nome
E-mail
Assessorias
Secretaria de Estado da Comunicação