Novembro Azul
Notícias
25/05/2012 17h34 - Atualizado em 25/05/2012 17h34
Painel de palestras discute valorização no II Encontro Internacional de Parteiras Tradicionais
Da Redação - Agência Amapá
A-A+ Tamanho da Letra

Confira outras fotos: clique aqui.Seguindo o cronograma da programação do II Encontro Internacional de Parteiras Tradicionais, realizado pelo Governo do Estado do Amapá, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional do Pará (IPHAN) apresentou o painel Patrimônio Cultural, Memória e Identidade.

A antropóloga do IPHAN, Júlia Morim, destacou os principais pontos do inventário "Saberes e práticas das parteiras tradicionais do Estado de Pernambuco". "Neste Inventário foi possível detectar as suas metodologias, a realidade dessas mulheres e também o valor de um trabalho tão importante para produzir conhecimento", enfatizou.

Parteira de Macapá, dona Eneide e a jornalista da Rádio Nacional, Mara Régia di PernaAinda durante a apresentação das palestras, a jornalista Mara Régia di Perna, da Rádio Nacional, falou da luta em prol das parteiras tradicionais em todo Brasil e do orgulho que sente dessas mulheres. "Tão bom quanto navegar nas ondas do rádio, é navegar nesse ofício maravilhoso que é ato de fazer uma criança vir ao mundo. A gente, através do rádio, promove o debate de um saber rico que não pode ser discriminado e nem esquecido".

A parteira de 80 anos de idade, que cantou para dar um brinde a vida, Eneida Barriga dos Santos, agradeceu ao governador Camilo Capiberibe pelo resgate das parteiras, por meio deste encontro. "Estou viva ainda, é assim que me sinto hoje por essa valorização e reconhecimento", agradeceu.

O debate contou com a mediação do presidente do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (Iepa), Augusto oliveira.

Lilian Monteiro/Seicom

Cadastre-se para receber o Boletim Eletrônico
Nome
E-mail
Assessorias
Secretaria de Estado da Comunicação