Notícias
17/05/2012 17h37 - Atualizado em 17/05/2012 17h37
Governador visita áreas favorecidas pelo Programa Territorial da Agricultura Familiar
Da Redação - Agência Amapá
A-A+ Tamanho da Letra

No semblante do agricultor a sensação de satisfação pelos investimentos feitos pelo governo Camilo Capiberibe para fortalecer a agricultura familiarO governador do Amapá, Camilo Capiberibe, visitou nesta quinta-feira, 17, agricultores nos distritos de Anauerapucu, que compõe o município de Santana, e Campina Grande, parte de Macapá, que fazem parte do Programa Territorial da Agricultura Familiar e Floresta (Protaf). O objetivo da visita às zonas rurais foi inspecionar o andamento dos avanços do Protaf nas regiões. A medida governamental visa para fortalecer a agricultura familiar.

Segundo o titular da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural (SDR), Paulo Nunes, o convênio, assinado entre SDR e a Associação dos Trabalhadores e Familiares do Assentamento Agroextrativista do Anauerapucu (ATFA), repassou um recurso no valor de R$ 140.942,50 à ATFA. A ação beneficiou 44 famílias na área.

O secretário explicou também que o montante repassado pelo governo à Associação de Agricultores de Campina Grande foi de R$ 52,978. Segundo Paulo Nunes, ao todo, 16 famílias foram contempladas pelo Protaf na região.

O Protaf

De acordo com o diretor-presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural do Amapá (Rurap), Max Ataliba, o Protaf foi criado para ampliar o atendimento aos trabalhadores que têm como base a agricultura familiar. O programa tem, entre outros objetivos, contribuir para a redução da prática do desmatamento e queimadas, a diminuição da insegurança alimentar e a geração de renda no meio rural.

Outras metas do Protaf são aquisição de insumos e serviços de mecanização agrícola, a serem contratados pela entidade. O Programa também prevê que a família cultive de forma consorciada, em um hectare, culturas alimentares, frutíferas regionais e exóticas adaptadas, de acordo com a escolha dos próprios agricultores, respeitando a vocação produtiva local e com assistência técnica do Rurap.

O governador aprovou os avanços que o Protaf realizou nas plantações visitadas. Durante a visita, Camilo Capiberie conversou com agricultores, quando ouviu suas reivindicações, agradecimentos e anseios.

"Queremos que a agricultura familiar dê resultado para o produtor rural do Amapá. O Protaf está oportunizando este avanço no setor produtivo e assim a melhoria da qualidade de vida da população que vive da agricultura familiar", avaliou o governador.

Investimento do Governo do Amapá

O investimento direto do governo do Estado no Protaf, safra 2011/2012, foi na ordem de R$ 5,5 milhões e contemplará capacitação de técnicos, entidades e produtores, além da aquisição de insumos e contratação de serviços de mecanização agrícola. A meta é atingir 1.068 agricultores de todo o Estado, contribuindo para a diminuição do desmatamento e queimadas, garantindo a segurança alimentar e promovendo a geração de emprego e renda.

Conforme o governador, além do investimento, é preciso o acompanhamento, motivo de sua visita à região, e suporte técnico necessário para o desenvolvimento da Agricultura Familiar no Amapá, feito pelos órgãos estaduais envolvidos. Camilo Capiberibe ressaltou que continuará a trabalhar para o avanço do setor produtivo do Estado.

"Estamos aqui para ver de perto o impacto concreto da implantação do Protaf para o agricultor. Continuaremos a apoiar nossos agricultores e, além de incentivo ao plantio, trabalharemos para implementar agroindústrias no Estado para beneficiar a produção.

O reconhecimento do produtor

O lavrador Aristeu Furtado agradeceu o incentivo do Governo do Amapá. O produtor afirmou que depois da implantação do Protaf, conseguiu melhorar sua lucratividade e adquiriu maquinário.

O presidente da ATFA, Francisco Rosivaldo, enalteceu o Protaf e destacou que os agricultores de Anauerapucu estão contentes com o resultado da ação do governo. O representante da comunidade disse que a medida fortaleceu a agricultura familiar e melhorou a vida do homem do campo.

Por usa vez, o agricultor Edson Costa, de Campina Grande, revelou que nunca tinha sido contemplado com um plano do governo estadual voltado à agricultura familiar e elogiou a iniciativa.

"Fico feliz em ver nossa política pública dando resultado. Cerca de 50% do Protaf é voltado para o agricultor que não tem condições financeiras de garantir sua produção. Desta forma, faremos com que eles possam, depois de dois ou três anos, caminhar com suas próprias pernas, ou seja, se estruturem para agregar valor a suas safras e assim aumentar seus rendimentos", ponderou Camilo Capiberibe.

Sistema Bragantino

Max Ataliba explicou que a técnica incentivada através do Protaf é o Sistema Bragantino, desenvolvido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) do Estado do Pará. A ação, adaptada pela Embrapa do Amapá para a agricultura local, trabalha em rotação e consórcio, com técnicas de plantio direto que recuperam a fertilidade do solo.

A inspeção a zona rural foi acompanhada pelo vereador de Santana, José Roberto Pantoja, e pelo chefe geral da Embrapa/AP, Silas Mochiutti, secretários de Estado, técnicos agrícolas, agricultores, imprensa e moradores da região.

Elton Tavares/Secom

Cadastre-se para receber o Boletim Eletrônico
Nome
E-mail
Assessorias
Secretaria de Estado da Comunicação