Outubro Rosa
Notícias
17/04/2012 15h21 - Atualizado em 17/04/2012 15h21
Diretor da Jucap foi o entrevistado desta terça-feira na Rádio Difusora de Macapá
Da Redação - Agência Amapá
A-A+ Tamanho da Letra

Diretor presidente da Jucap, Jean Alex Nunes, em entrevista ao programa Primeira NotíciaO diretor-presidente da Junta Comercial do Amapá (Jucap), Jean Alex, foi o entrevistado desta terça-feira, 17, no ciclo de entrevistas do programa "Jornal Primeira Notícia", da Rádio Difusora de Macapá (RDM).

Iniciando a entrevista, falou sobre o convênio firmado entre a Junta Comercial do Amapá e o Sebrae, para a realização dos serviços de reforma da instituição, que a pelo menos trinta anos não recebeu nenhum tipo de reparo em suas instalações.

"Quando recebemos o prédio da Jucap, ele estava com a parte externa esteticamente feia e internamente muito comprometida, com muitos vazamentos, problemas no telhado e muitas infiltrações. Então, nos comprometemos a tentar resolver o problema, e para que isso fosse possível fomos buscar parceiros para fazer essa reforma", disse.

O diretor destacou ainda que apesar da Jucap possuir recursos próprios houve a necessidade de firmar parcerias, uma vez que os serviços de reforma do prédio teriam um valor elevado.

"Apesar de possuirmos recursos próprios, arrecadados das taxas da legalização, houve a necessidade de buscarmos parceiros para a realização destes serviços, haja vista que toda reforma requer um gasto bem elevado. Diante disso, fomos buscar parcerias e encontramos o Sebrae, com quem firmamos um convênio no valor de R$ 270.000,00 para reforma de  toda a parte externa do prédio e a área de atendimento, incluindo mobiliário".

Jean enfatizou também que, apesar da reforma, os serviços de atendimento ao consumidor não foram paralisados, e que tudo está funcionando normalmente.

Novidades com a conclusão das obras

Com a realização das obras da Jucap, previstas para serem concluídas em julho, será realizada a ampliação dos serviços oferecidos pela instituição, com a implantação de 29 guichês de atendimento de diversos órgãos de legalização, como Vigilância Sanitária e Imap.

Outra proposta que vem sendo trabalhada e que deve ser lançada juntamente com a conclusão das obras é a criação da Rede Sim de Atendimento, que é um sistema virtual por meio do qual o processo de legalização e abertura de empresas poderá ser realizado com maior agilidade.

Surgimento e o fechamento de novas firmas

Quando indagado pelo jornalista Paulo Silva sobre o surgimento e o fechamento de novas empresas no Estado, Jean Alex destacou que somente na Junta Comercial aproximadamente 200 novas empresas são abertas por mês. É que o número de fechamentos é bem menor, chegando a cerca de 10 empresas sendo fechadas mensalmente.

Geração de emprego no Amapá

Quanto aos dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) em relação ao crescimento da geração de emprego no Estado, o diretor-presidente afirma que isso é reflexo do aquecimento da economia no Amapá com a abertura de novas empresas e os investimentos que vem sendo feito desde o ano passado pelo setor público, privado e federal, com a realização de novas obras, instalação das hidrelétricas e a construção e reforma do Shopping Center, o que consequentemente vem gerando novos empregos para o Estado.

Substituição tributária dos micro empresários

Finalizando a entrevista, o diretor Jean Alex foi questionado quanto as reclamações que vêm sendo feitas em relação à substituição tributárias dos micro empresários e destacou que esta é uma questão nacional e que já vem sendo discutida no Congresso, uma vez que os micro empreendedores estão questionando o pagamento do ICMS, já que o Simples Nacional, que é o Regime Especial Unificado de Arrecadação de Impostos e Contribuições Devidos pelas Micro Empresas, já traz embutido o pagamento do mesmo.

Ele ressaltou também as vantagens que a substituição tributária trará para o Estado, como o aumento da arrecadação, uma vez que com a substituição tributária o imposto passará a ser cobrado na fábrica, o que diminuirá o número de sonegadores.

Karla Marques/Secom

Cadastre-se para receber o Boletim Eletrônico
Nome
E-mail
Assessorias
Secretaria de Estado da Comunicação