Outubro Rosa
Notícias
28/03/2012 9h56 - Atualizado em 28/03/2012 9h56
Projeto Afro Mulher segue até sexta-feira na Fortaleza de São José
Da Redação - Agência Amapá
A-A+ Tamanho da Letra

Iniciou na terça-feira, 27, e segue até a próxima sexta-feira, 30, o projeto Afro Mulher, com palestras, debates e oficinas sobre o tema "Identidade da Mulher Negra no Amapá". O evento acontece na Fortaleza de São José de Macapá e é realizado pelo Núcleo de Saúde, Gênero e Religiões de Matriz Africana, da Secretaria Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes (Seafro) do Governo do Estado do Amapá, marcando o fim da programação do Mês da Mulher.Da esquerda para direita: deputada Cristina Almeida, secretária Eloiana Cambraia, vice-governadora Dora Nascimento e secretáriia Marilda Leite

Na solenidade de abertura do Afro Mulher, compuseram a mesa de trabalho a vice-governadora Dora Nascimento, a secretária de Estado de Inclusão e Mobilização Social, Eloiana Cambraia, a deputada estadual Cristina Almeida (PSB), a secretária da Seafro, Marilda Leite, e as palestrantes Lindinalva de Paula, de Salvador (BA), Macota Kizambebu, de Belo Horizonte (MG), e Sivana Veríssimo, do Estado de São Paulo.

Palestrantes dos Estados de São Paulo, Bahia e Minas participam do Afro MulherDe acordo com Rejane Soares, técnica da Seafro e coordenadora do projeto, uma das principais propostas do Afro Mulher é fortalecer a liderança política nas mulheres negras.

"No Estado do Amapá, as negras têm o poder do engajamento político, mas muitas vezes desconhecem esse potencial. O primeiro passo para mudar isso é mostrar, entre outros pontos, a importância de sua valorização, como negra e mulher", argumenta a coordenadora.

Mulheres de diferentes comunidades e entidades se credenciam para participar dos debates e oficinas"Falar de afrodescendentes é falar da maioria da população do Amapá. Então, políticas públicas só se tornam eficazes quando feitas respeitando as peculiaridades de cada comunidade. E isso o governo do Estado tem procurado fazer, através da Seafro. Este evento é mais uma clara demonstração disso", endossa a secretária Marilda Leite.

Os convidados acompanharam versões especiais do Hino Nacional Brasileiro e da Canção do Amapá, ilustradas com vídeos. A palestrante Lindinalva de Paula falou sobre a importância de eventos como o Afro Mulher como o ponto de fortalecimento da luta negra no Amapá. Nesta quarta-feira, ela ministra a palestra "Sexualidade, Racismo e Prevenção às DST/Aids na Mulher Negra".

Gabriel Penha/Seafro

Cadastre-se para receber o Boletim Eletrônico
Nome
E-mail
Assessorias
Secretaria de Estado da Comunicação