Notícias
26/03/2012 10h21 - Atualizado em 26/03/2012 10h21
Pesquisa do IBGE revela que o Amapá teve saldo positivo no volume de vendas no comércio
Da Redação - Agência Amapá
A-A+ Tamanho da Letra

A Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgada na sexta-feira, 23, revela que o Amapá teve um crescimento de 8,6% no volume de vendas do comércio varejista. Com esse índice, o Amapá se classifica como o 5º maior nas vendas entre os estados brasileiros, tendo como referência o mês de janeiro de 2012, comparado ao mesmo período do ano passado.

De acordo com dados repassados pelo IBGE no Amapá, além da alta no volume de vendas do comércio varejista, a receita nominal, ou seja, os ganhos líquidos, cresceu 9,5%, em janeiro deste ano, frente a dezembro de 2011. Em relação a janeiro de 2011, as variações foram de 15,3% para o volume e de 16% para a receita. Esses números mostram, portanto, que o Estado, por quatro meses consecutivos obteve alta, segundo o PMC.

O volume de vendas do varejo ampliado (que inclui além das oito atividades do comércio varejista, veículos, motos, peças e material de construção) houve um aumento de 1,5% em janeiro deste ano e de 0,6% para a receita nominal.

A PMC é um indicador que permite acompanhar o comportamento conjuntural do comércio varejista no país, investigando a receita bruta de revenda nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas e cuja atividade principal é o comércio varejista.

De acordo com o diretor da Junta Comercial do Amapá, Jean Alex, essa alta se deve à grande retomada de obras e de investimentos feitos pelo Governo do Amapá em infraestrutura combinado com investimentos privados que estão chegando ao Estado.

Conforme a PMC, os resultados de volume de vendas com ajuste sazonal - que leva em consideração fatores como os feriados de Carnaval, Páscoa e Corpus Christi - tiveram efeitos positivos no Amapá, com um acréscimo de 8,6%, ficando à frente de estados como Mato Grosso do Sul, que teve alta de 6,6%.

Segundo o secretário estadual do Planejamento, Orçamento e Tesouro, Juliano Del Castilo, esse crescimento era previsto e tende a continuar, porque o governo deve ampliar ainda mais o volume de investimento em infraestrutura ao longo deste ano.

"O governo está injetando R$ 85 milhões na economia do Estado em investimentos com recursos do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e, no segundo semestre, teremos mais R$ 104 milhões em obras sendo investidos no Amapá, com a liberação da segunda parcela do empréstimo do BNDES", garante Del Castilo.

Júnior Nery/Secom

Cadastre-se para receber o Boletim Eletrônico
Nome
E-mail
Assessorias
Secretaria de Estado da Comunicação